Notícias

WhatsApp Image 2021-05-28 at 19.34.03.jpeg

28/05/2021 19:30 / Atualizado em 28/05/2021 22:55

minuto(s) de leitura.

Fenae cobra explicações à Funcef sobre os últimos acontecimentos no fundo de pensão, em reunião nesta sexta (28)

Principais questões abordadas pela Federação, sobre processo eleitoral, destituição de eleitos e troca de diretoria, não tiveram avanços

 

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) se reuniu nesta sexta-feira (28), com a Fundação dos Economiários Federais (Funcef) para tratar de assuntos que envolvem o patrimônio e o futuro dos participantes da Fundação. Estavam presentes o presidente da Fenae, Sergio Takemoto, os diretores da Fenae de Assuntos de Aposentados e Pensionistas, Vera Lúcia Leão e Sociocultural; Sociocultural, Nilson Moura; o assessor técnico de assuntos de previdência complementar da Fenae, Paulo Borges; o novo presidente da Fundação, Gilson Costa de Santana e o presidente do Conselho Deliberativo da Funcef, André Nunes. 

A reunião foi dividida em duas partes. Num primeiro momento, as questões relativas ao processo eleitoral, a paridade, a alteração do estatuto, destituição dos eleitos e troca de diretoria não tiveram avanços. Salvo a exceção sobre a afirmação do novo presidente da Fundação, que sinalizou a possibilidade da incorporação do REB ao Novo Plano. 

Segundo o presidente da Fenae, apesar deste canal de diálogo ser de extrema importância, pouco se avançou nas questões que permeiam as preocupações dos participantes. “Eu tive a honra de participar da formulação do Estatuto da Funcef em 2007, e justamente a preocupação era a de possibilitar segurança, transparência e perenidade à Fundação. Segurança nos investimentos, transparência na comunicação e perenidade no papel da previdência. Os últimos acontecimentos, trazidos para esta reunião, além de causar muita apreensão aos participantes, são pontos que requer respostas urgentes”, pontuou Takemoto. 

Sem avanços, os temas abordados foram destacados como divergências de pensamentos e estratégias.  

Outros questionamentos  

Num segundo momento da reunião foram abordados alguns questionamentos feitos pelos participantes e aposentados. Entre eles, o processo das mulheres pré 78, o equacionamento do Reg Replan; os juros dos empréstimos e a questão do Imposto de Renda (IR), se há previsão de regularizar a cobrança indevida sobre o IR que está incidindo na Declaração do Imposto de Renda. 

Ao responder estas questões, os representantes da Fundação reafirmaram que, independente de divergências de estratégias, tudo está sendo analisado e avaliado e que as dúvidas serão sanadas neste espaço de diálogo.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

selecione o melhor resultado