Notícias

50_2_600x400 - Emancipacao financeira Fenae.png

29/01/21 11:00 / Atualizado em 29/04/21 09:39

minuto(s) de leitura.

Fenae 50 anos: autonomia financeira a serviço da luta

Um dos valores da entidade é garantir a independência financeira para atuar em prol do empregado Caixa e dos seus direitos

Uma construção coletiva, a Fenae, durante os seus 50 anos, viveu muitos momentos desafiadores do ponto de vista financeiro. Desde a sua criação, no entanto, houve uma preocupação das diretorias de dotar a entidade de boa saúde financeira para conduzir as ações em prol do empregado Caixa. 

A criação da Fenae Corretora, em outubro de 1973, foi o primeiro passo nesse sentido, com a corretagem de seguros cativos contratados pela Caixa. Em 1987 a corretora deu um passo em direção ao mercado. A Fenae Corretora e a Sasse Seguros diversificaram as apólices e passaram a oferecer serviços também para o cliente Caixa. 

O sucesso dos dois seguros possibilitou também um período de atuação ímpar da entidade, com a promoção dos Jogos Fenae, do festival de teatro e o início do festival de música. A movimentação desses eventos propiciou a criação da FenaeTur.

Infelizmente, as tentativas de minar a estabilidade financeira da Fenae não terminaram com o fim do regime militar. No governo Sarney, Collor e de FHC, cortar fontes de recursos era um dos mecanismos para tentar enfraquecer a entidade. Em represália à greve de setembro de 1987, por exemplo, o banco retirou das entidades representativas do pessoal da Caixa a administração do auxílio-alimentação dos empregados. 

O bom desempenho da corretora, contudo, ajudou a Fenae a atravessar um longo período de luta em um cenário econômico marcado por programas de austeridade dos governos e uma onda de privatizações. Os resultados apresentados em 2000 foram aplaudidos e elogiados pela Caixa e permitiu uma margem de negociação com a empresa para evitar perdas para a entidade. 

Entre 2003 a 2015 não houve interferência na autonomia da Fenae. A afinação da parceria entre a corretora, o banco e a seguradora mostrou-se ainda mais positiva. O momento também foi propício para a criação de um novo relacionamento através da PAR Corretora, lançada em 2004. “O conceito que definiu o programa PAR está na essência do cooperativismo desenvolvido pela Fenae e pelas Apcefs, que é construir relacionamento com os empregados e conquistar benefícios” afirmou Jair Ferreira, ex-presidente da Fenae e atual diretor do Instituto Fenae Transforma.

A partir de 2015 a gestão do patrimônio da Fenae e das associações passou a ser da Integra Participações. A companhia que nasceu como Fenae Corretora, tornou-se PAR Corretora e ganhou uma nova marca em março de 2017: a Wiz Soluções e Corretagem de Seguros. “Podemos dizer que a Fenae atua na área empresarial de forma que os recursos sejam revertidos para o bem estar do empregado Caixa, esse é nosso objetivo ao buscarmos a autonomia financeira”, entende Jair.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado