Notícias

EFC 20.08.jpg

20/08/2020 15:18 / Atualizado em 20/08/2020 21:01

minuto(s) de leitura.

Eu Faço Cultura lança campanha para destinação do IR

"A cultura não pode parar": este é o conceito da campanha que segue pelos próximos cinco meses e tem como objetivo arrecadar R$ 2 milhões para levar ainda mais entretenimento o às famílias de baixa renda, estudantes e ONGs

O Eu Faço Cultura, Programa da Fenae e Apcefs, iniciou mais uma campanha de captação nesta segunda-feira, 17 de agosto. Isso significa que se você quer incentivar produtores culturais do país e levar cultura para quem não tem acesso, é hora de apoiar o Programa.

O conceito da campanha deste ano é "A cultura não pode parar". E não pode mesmo. Durante 5 meses, o Programa Eu Faço Cultura vai captar recursos para a compra dos produtos culturais oferecidos na plataforma.

E como você pode participar? De agosto a dezembro, o site do Eu Faço Cultura ficará aberto para que funcionários da Caixa, que têm acesso ao Mundo Caixa e fazem a declaração do imposto de renda (IR) no modelo completo, possam destinar até 6% do valor do imposto para a democratização do acesso à cultura no país.

O objetivo deste ano é arrecadar R$ 2 milhões e ampliar ainda mais as atividades oferecidas ao público atendido pelo Eu Faço Cultura, que inclui famílias de baixa renda atendidas por programas sociais do governo, idosos, estudantes e gestores de escolas públicas, organizações não-governamentais (ONGs), pessoas com deficiência e microempreendedores individuais (MEIs).  

Com este valor será possível:

·   Distribuir 67 mil ingressos
·   Apoiar 355 projetos culturais
·   Amparar 134 escolas públicas

Faça sua adesão a partir do dia 17/8 pelo site eufacocultura.com.br/queroaderir

Saiba quantas pessoas o Eu Faço Cultura beneficiou este ano

O Programa tem como principais objetivos democratizar o acesso à cultura e movimentar o mercado cultural. Já são 13 anos de atuação e, em 2020, a proposta do Programa ficou ainda mais valorizada: levar entretenimento, educação e cultura de qualidade também em tempos de pandemia e isolamento social.

Mesmo com todas as adversidades dos últimos meses, o Eu Faço Cultura continuou atuando e levou arte e lazer para mais de 7 mil beneficiários cadastrados. Ao mesmo tempo, o Programa também seguiu apoiando 165 produtores culturais.

A plataforma passou por adaptações e conseguiu continuar cumprindo seus objetivos. De março até julho de 2020, o Eu Faço Cultura:

- distribuiu 34.651 livros para 560 cidades de todos os estados do Brasil

- recebeu o cadastro de 3.743 novos beneficiários

- disponibilizou 505 livros de 28 novas editoras e escritores independentes.

- se reinventou e fez parcerias de sucesso, como a da Bienal Mineira do Livro, em que o evento foi adaptado para o ambiente virtual e a plataforma distribuiu 6.570 vale livros.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado