Notícias

La_oBranco600x400.jpg

06/12/2016 07:23 / Atualizado em 06/12/2016 08:55

minuto(s) de leitura.

Laço Branco: Fenae e Apcefs engajadas no combate à violência contra as mulheres

Desde novembro, diversas associações estaduais realizam atividades alusivas à data. Nesta semana, haverá ações em pelo menos nove delas

Notícias

Um conjunto de ações e manifestações públicas em favor dos direitos das mulheres e pelo fim da violência vem sendo realizada no mundo inteiro desde 25 de novembro, Dia Internacional de Combate à Violência contra as Mulheres. O ponto alto das atividades ocorre no Dia do Laço Branco, nesta terça-feira (6), prosseguindo até 10 de dezembro, quando é comemorado o Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Os 16 dias de ativismo visam justamente dar visibilidade a este cenário de violência e mudar práticas do cotidiano. Durante o período, a Fenae e Apcefs se somam às instituições públicas e aos grupos de defesa das mulheres. Esta semana as ações serão realizadas nas Apcefs Mato Grosso e Paraná, nesta terça (6); Maranhão, Rio de Janeiro, Ceará, Santa Catarina, Alagoas e São Paulo, no dia 10; Espírito Santo, São Paulo e Alagoas novamente e Sergipe, em 11 de dezembro e Mato Grosso do Sul, no dia 17/12. Outras associações realizam atividades alusivas ao Dia do Laço Branco desde o mês de novembro.

“Reconhecendo a capilaridade da Fenae e das Apcefs, entidades que têm hoje mais de 50 mil associados e chegam a outros milhares de empregados da Caixa, a direção do banco nos pediu auxílio nessa importante campanha. Estaremos juntos, com o apoio e o engajamento das 27 associações. Combater a violência contra as mulheres é urgente”, afirma Fabiana Matheus, diretora de Administração e Finanças da Federação. 

Números

Segundo o Mapa da Violência de 2015, o Brasil é o quinto país do mundo em número de assassinatos de mulheres. Diante desse cenário de grande violência, em 2016, a Caixa Econômica Federal tornou-se uma das instituições engajadas na mobilização. Para reforçar a ação, o banco pediu apoio ao movimento associativo dos empregados do banco, para difundir o Dia do Laço Branco. Internacionalmente, a ação mobiliza cerca de 130 países, há 25 anos.

Dia do Laço Branco 

No dia 6 de dezembro de 1989, um homem de 25 anos assassinou 14 mulheres na Escola Politécnica de Montreal, no Canadá. Depois, saiu atirando pelos corredores e outras dependências da escola, gritando “eu odeio as feministas”. O crime, conhecido como o Massacre de Montreal, mobilizou a opinião pública daquele país, gerando amplo debate sobre as desigualdades entre homens e mulheres e a violência gerada por esse desequilíbrio social.

Um grupo de homens canadenses decidiu organizar-se para dizer que existem homens que cometem violência contra a mulher, mas existem também aqueles que repudiam a prática. Eles elegeram o laço branco como símbolo e adotaram como lema: jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência. Lançaram, assim, a primeira Campanha do Laço Branco (White Ribbon Campaign): homens pelo fim da violência contra a mulher.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado