Notícias

fila_agencia1_caixa_400.jpg

18/01/21 17:47 / Atualizado em 18/01/21 18:05

minuto(s) de leitura.

Saques do auxílio emergencial poderão ser feitos até 27 de janeiro

Os depósitos em conta poupança social digital do benefício se encerraram no dia 29 de dezembro. O programa segue disponível para realização do saque em dinheiro e transferência bancária

Nesta segunda-feira (18), 3,4 milhões de pessoas nascidas em agosto, que não movimentaram o dinheiro recebido em Conta Poupança Social Digital, podem sacar ou transferir o benefício para outra conta. A Caixa Econômica Federal está liberando o benefício para pessoas nascidas entre julho e dezembro desde a última sexta-feira (15).


Ao todo, até 27 de janeiro, serão liberadas retiradas para 20,4 milhões de pessoas. Isso equivale a quase metade dos cerca de 40 milhões de beneficiários que entraram neste último calendário. Serão pagas parcelas do auxílio original, de R$ 600, e do auxílio extensão, de R$ 300. A data do saque é de acordo com o nascimento dos beneficiários.

Segundo a Caixa, quem ainda tiver recursos na conta poderá sacar nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou mesmo nas agências. Para o saque em espécie, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. O trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. Esse código deve ser utilizado para a retirada do dinheiro.

O calendário do auxílio emergencial foi organizado em seis ciclos de crédito em conta poupança social digital e de saque em espécie, de acordo com o mês de nascimento. Em dezembro, a Caixa encerrou a etapa de pagamentos em conta.

O auxílio emergencial começou a ser pago em abril de 2020 e, inicialmente, pagou cinco parcelas de R$ 600. Em setembro, o benefício foi estendido até 31 de dezembro de 2020, mas com o valor de R$ 300. Mães chefes de família têm direito à cota dupla.

Bolsa Família

Com o fim do auxílio emergencial, o Governo Federal retomou nesta segunda-feira o pagamento do calendário 2021 do Bolsa Família. Recebem os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) de final 1. O Bolsa Família é pago a mais de 14 milhões de famílias inscritas.

Segundo o Ministério da Cidadania, 95% das famílias do Bolsa Família migraram para o Auxílio Emergencial no ano passado, pelo fato de o valor ser mais vantajoso para os beneficiários.

De acordo com dados de novembro de 2020, 12,4 milhões de famílias, do total de 14,2 milhões cadastradas no Bolsa, estavam recebendo o Auxílio. Os beneficiários do Bolsa Família receberam a última parcela do Auxílio Emergencial em 23 de dezembro.

Poupança social digital

A Caixa começou em dezembro a migração dos beneficiários que ainda sacam o Bolsa Família exclusivamente com o Cartão Cidadão para a poupança social digital. Usada no pagamento do Auxílio Emergencial, a poupança permite o pagamento de boletos e de contas domésticas (como água, luz e gás), além de realização de compras com cartão de débito virtual pela internet e com código QR (versão avançada do código de barras) em lojas físicas com maquininhas de estabelecimentos parceiros.

A poupança digital permite ainda até três transferências gratuitas por mês para qualquer conta bancária.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado