Notícias

foto_reestruturacao Caixa.jpg

13/02/20 19:14 / Atualizado em 14/02/20 15:09

minuto(s) de leitura.

Proposta de reestruturação apresentada pela Caixa não contempla a reivindicação dos empregados

Os empregados ainda aguardam Caixa responder às dúvidas sobre a reestruturação. Foram mais de quatro mil perguntas enviadas para as entidades representativas do banco

 

Com uma proposta arbitrária e sem contemplar as reivindicações dos empregados, a Caixa ameaça os trabalhadores ao não oferecer nenhuma garantia, tanto com relação aos direitos já adquiridos quanto aos casos específicos. Os empregados da Caixa ainda aguardam o banco responder aos questionamentos sobre a reestruturação. Em reunião com a Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), nesta quarta-feira (12),  a direção da Caixa não concordou em negociar e a Mesa Permanente de Negociação foi encerrada.

Informações como os casos de empregados que estão em licença maternidade, gestantes, licenças médicas e os empregados REG/REPLAN não saldado, além dos trabalhadores que estão com ações judiciais contra o banco ficaram sem respostas. Já os trabalhadores de descomissionamento sumário e transferência arbitrária saíram sem as garantias de incorporação e asseguramento.

A CEE/Caixa pressionou para que todos os questionamentos fossem respondidos e tentou a negociação durante toda a reunião, mas sem retorno. Mesmo com o fim da reunião, a Comissão continua cobrando a instituição para que todos os empregados sejam representados. "Cobramos informações sobre as áreas que estão sendo extintas e a Caixa não esclareceu. Eles esquecem que na Comissão Executiva dos Empregados estão representados a Contraf-CUT, as federações e os sindicatos e, através deles, a totalidade dos empregados da Caixa. Agora vamos precisar da totalidade dos empregados para defender a Caixa 100% pública e os direitos dos empregados", afirmou o coordenador da CEE/Caixa, Dionísio Reis.

Casos como as gratificações de Porte, relacionadas ao tamanho das agências, e os auxílios provisórios da APA (tipo de graticação), também ficaram de fora. Além disso, a Caixa não confirmou se os empregados, ocupantes de funções gratificadas ou cargos comissionados efetivos, teriam a manutenção do mesmo patamar de remuneração. Para os empregados das gerências de filiais (GIGADs), representações de gestão (REGADs) e as centralizadoras de atendimento (CEATEs), as dúvidas também seguem.

"São áreas que estão sendo extintas, outras reestruturadas e não sabemos o que está acontecendo com as unidades, para onde vão os empregados e como ficam os serviços. Não podemos aceitar a proposta oferecida porque não contempla todos os empregados. Defendemos todos os empregados, não podemos deixar ninguém para trás.", questionou diretora da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Fabiana Uehara.

Na proposta apresentada pela Caixa, serão criadas mais de cinco mil funções no novo modelo de varejo. No entanto, o banco não explicou onde estarão essas vagas, em quais regiões e não apresentou um estudo de impacto, tanto com relação aos empregados quanto para o desenvolvimento do Brasil.

Em uma decisão unilateral, o banco manteve o cronograma para a manifestação de interesse e seleção dos Superintendentes de Rede, Executivos e Nacionais. Prazo já encerrado às 19h da quarta-feira (12). A proposta ainda contemplava uma reabertura do processo para novas adesões a partir desta quinta-feira (13), durante 15 dias.

Mesmo recebendo diversas denúncias de instabilidade no sistema, a Caixa não parou o processo. A decisão, tomada sem cumprir a cláusula 48 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), deixou muitos trabalhadores com medo e atenuou o clima de tensão nas agências.

Somente após a reunião da Mesa Permanente de Negociação, o banco decidiu fazer as adequações necessárias no sistema e fornecer as informações aos empregados sobre o processo de implementação do novo modelo de varejo. Sem negociação, a ação não teve efeito, uma vez que a liminar retirou do ar o site UmasóCaixa, usado para validar a função dos empregados.

Confira abaixo as reivindicações apresentadas pela CEE:

 

reinvidacacao.jpeg

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado