Notícias

RITA SERRANO_ELEICAO CA 600X4OO.jpg

07/11/19 18:05 / Atualizado em 07/11/19 18:37

minuto(s) de leitura.

Na eleição do CA, Fenae apoia candidatura de Rita Serrano

No período de 18 a 22 de novembro, ocorrerá o primeiro turno do pleito para escolha do representante dos trabalhadores no Conselho de Administração da Caixa

Cerca de 200 candidatos se inscreveram para eleição do conselheiro representante dos empregados no Conselho de Administração da Caixa Econômica Federal. A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) apoia candidatura da atual conselheira, Rita Serrano. 

“Nosso entendimento é de que precisamos ter um representante que seja articulado com as entidades que representam os trabalhadores da empresa e que defenda  o papel social do banco, que hoje constitui a principal luta de todos nós que entendemos que as empresas públicas são fundamentais para o desenvolvimento do país”, diz o presidente da Fenae. 

Segundo Jair Ferreira, Rita Serrano conta com o apoio da maioria das entidades representativas dos empregados, entidades sindicais e do movimento associativo por sua atuação e compromisso em defesa da Caixa 100% pública e dos direitos dos empregados. 

Dentre as propostas da conselheira eleita constam: defender a Caixa 100% pública, sustentável e focada no desenvolvimento do Brasil; articular com entidades, representantes políticos e a sociedade civil organizada ações que impeçam a diminuição do banco, privatização das operações e da gestão do FGTS; lutar pela melhoria da qualidade de trabalho e vida dos empregados, com a defesa do Saúde Caixa, Funcef e outras conquistas. 

Na Caixa desde 1989, Rita Serrano exerceu várias funções e presidiu o Sindicato dos Bancários do ABC. Mestra em Administração, graduada em História, é especialista em Governança pelo Instituto de Governança Corporativa.  Atualmente é diretora da Fenae e coordena o Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas. “Esse é um momento de grande enfrentamento para garantia dos direitos dos trabalhadores e das empresas públicas no País. Os empregados da Caixa têm uma valorosa história de lutas e organização que deverá ser retomada intensamente para evitar retrocessos”, destaca a conselheira.

 Como votar

 

Estão aptos votar todos os empregados ativos da Caixa, através do portal interno “eleição.caixa”, em primeiro turno ( de 18 a 22 de novembro). O resultado será divulgado no dia 22 de novembro.Caso nenhum candidato obtenha a maioria dos votos, haverá segundo turno entre os dias 2 e 6 de dezembro pela mesma rede interna. 

A eleição para escolha do conselheiro representante está prevista na lei 12.353, de 28 de dezembro de 2010, que dispõe sobre a participação dos trabalhadores em órgãos de administração das empresas públicas ou sociedades de economia mista controladas pela União, direta ou indiretamente.

Os empregados da Caixa vão eleger seu representante no Conselho de Administração pela terceira vez. A primeira eleição ocorreu em 2013, quando foi eleito Fernando Neiva(titular) e Rita Serrano (suplente); o segundo pleito se deu em 2017, quando deixou de existir a figura do suplente, sendo eleita como titular Rita Serrano. O mandato atual será encerrado em abril de 2020. 

O CA é a principal instância decisória do banco. O Conselho de Administração define as políticas de atuação da empresa. Na Caixa, possui oito membros:  o presidente do banco, seis conselheiros indicados pelo Ministério da Economia e um eleito. 

O papel do conselheiro eleito é representar os anseios dos trabalhadores, defender a integridade do banco e fiscalizar as ações da gestão. Podem participar do pleito empregados da Caixa que tenham formação escolar e profissional condizente com o cargo e outros critérios previstos no estatuto do banco. Pelas regrais atuais, o conselheiro eleito tem direito a duas reeleições.   

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado