Notícias

novas comunidades.jpg

22 Fevereiro 2019 - 17:31

Movimento Solidário ampliará atendimento em Belágua

Mais cinco comunidades no município maranhense receberão projetos de geração de renda a partir de março

Desde 2015, quando começou a atuar em Belágua (MA), o Movimento Solidário já mudou a realidade de 15 comunidades rurais no município. Em três anos, quase 1200 pessoas – a grande maioria, crianças – foram beneficiadas com ações de saúde e instalação de projetos de geração de alimento e renda. Atualmente essas comunidades estão alcançando a autonomia, gerenciando seus projetos e colhendo os frutos do trabalho coletivo que muda vidas. Por isso, a equipe técnica do Movimento Solidário já está trabalhando para incluir mais cinco comunidades neste ano. 

Utilizando os mesmos critérios que nortearam as escolhas das comunidades anteriores, ou seja, segurança alimentar, número de crianças desnutridas e condições gerais de saúde e carência, foram escolhidas as comunidades de Cupira, Estiva dos Marocas, Marajá, Pó, Riachinho dentre as mais de 50 que existem no município, que tem um dos menores IDH (Indíce de Desenvolvimento Humano) do país.

 No momento estão sendo mapeados as necessidades e competências das comunidades e a partir de março os projetos começam a ser concretizados, com recursos arrecadados junto aos funcionários da Caixa durante a campanha de doações no Natal. Já é certo que serão furados poços artesianos em comunidades com problema de água potável e construídos tanques de peixes em localidades bem servidas de água de córregos e lagoas. 

Segundo explicou a analista da Fenae e coordenadora do projeto, Denise Viana, todo o trabalho de implantação de projetos de piscicultura, aviários de galinhas e codornas, hortas comunitárias busca capacitar tecnicamente as pessoas envolvidas para que depois elas possam gerenciar coletivamente os projetos. Neste primeiro momento serão atendidas 81 famílias e 384 pessoas.

 

 

 

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado