Notícias

600x400 Forum Social Mundial 22.01.png

22/01/21 17:57 / Atualizado em 22/01/21 18:01

minuto(s) de leitura.

Fórum Social Mundial 2021 será aberto neste sábado (23)

Em virtude da pandemia da Covid-19, o evento será em formato virtual e contará com painéis temáticos e oficinas até 31 de janeiro. Inscrições estão abertas em wsf2021.net

Trabalhadores de todo o país e representantes de associações, sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais farão parte da edição comemorativa dos 20 anos do Fórum Social Mundial, realizado pela primeira vez em 2001, em Porto Alegre (RS). As inscrições continuam abertas e podem ser feitas individualmente ou coletivamente pela página do FSM virtual 2021.

A Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) apoia o Fórum e será representada pelos diretores Sergio Takemoto (presidente); Rachel Weber (diretora de Políticas Sociais); Dionísio Siqueira (Região Sudeste) e a conselheira fiscal e representante dos empregados, Rita Serrano.

O FSM 2021 terá oficinas relacionadas ao mundo do trabalho e ao sistema financeiro nacional. Na quinta (28), a partir das 15h, a Contraf/CUT e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, em parceria com a Rede Bancários do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), promovem um debate virtual sobre “O teletrabalho e a aceleração das transformações tecnológicas nos bancos no Brasil”. Um dos focos dessa oficina é identificar as prioridades da categoria bancária para a negociação com as instituições financeiras, no intuito de se obter uma regulação do home office, durante e após a pandemia.

No mesmo dia, a partir das 17h, ocorre a oficina “A defesa da Caixa e do Banco do Brasil frente aos ataques neoliberais do governo Bolsonaro”, organizada pela Fenae, Contraf/CUT e Seeb/SP. O debate terá a participação de economistas, além de representantes dos trabalhadores dos bancos públicos e entidades associativas e sindicais.

Na sexta-feira (29), às 15h, será realizada a oficina ‘Basta! Não irão nos calar!”.  O Sindicato dos Bancários de São Paulo fará uma apresentação sobre o atendimento que fazem nos casos de violência doméstica sobre bancárias relacionando com a cláusula da CCT dos Bancários. E, às 17h, acontecerá como parte da temática da democracia e da justiça social e econômica, a oficina sobre “O papel dos bancos públicos na retomada econômica e social pós-pandemia”, também organizada pela Fenae, Contraf/CUT, Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região e UNI Américas Finanças.

Programação

O evento, definido como “uma voz de esperança e um espaço de articulação para os movimentos e organizações sociais criarem resistência e alternativas ao modelo da globalização neoliberal”, servirá de contraponto ao Fórum Econômico Mundial, que reúne as grandes corporações capitalistas do mundo, a ser realizado no mesmo período em Davos, na Suíça.

Para participar do FSM 2021, é necessário criar uma conta de usuário com login e senha no site oficial, confirmar alguns dados para acessar as informações e atividades, cadastrar as iniciativas. No site oficial, é possível ainda acompanhar a programação completa e conferir a relação de palestrantes, além de cadastrar propostas e iniciativas para serem discutidas.

A tradicional marcha de abertura que inaugura o evento todas as edições será substituída por um evento virtual, com exibição de vídeos de lutas sociais no planeta. Também ocorrerá um painel global sobre o tema “Qual o mundo que queremos hoje e amanhã”, com a participação de conferencistas e ativistas de todo o mundo.

Após a abertura, serão realizados seis dias de discussões, com cinco painéis temáticos: Paz e Guerra; Justiça Econômica; Educação, Comunicação e Cultura; Feminismo, Sociedade e Diversidade; Povos Originários e Ancestrais; Justiça Social e Democracia; e Clima, Ecologia e Meio Ambiente. Os debates ocorrerão entre as 14h e 16h.

Já no dia 30 será a vez das assembleias autônomas dos movimentos. E, no dia 31, acontecerá a realização das Ágoras de Futuros, que irão definir as lutas sociais para o próximo período, e a cerimônia de encerramento, que também anuncia a próxima edição do Fórum, planejada para o México, mas ainda sem data definida em função da pandemia.

A versão 2021 do Fórum Social Mundial também será marcada por cinco painéis temáticos, com abordagem sobre paz e guerra, justiça econômica, educação, comunicação e cultura, feminismo, sociedade e diversidade, povos originários e ancestrais, justiça social e democracia, além de clima, ecologia e meio ambiente. Esses debates estão programados entre as 14h e 16h e acontecem em seis dias de evento.

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado