Notícias

Defesa dos Bancos Publicos 600 400.jpg

11/09/19 15:29 / Atualizado em 11/09/19 18:33

Fenae participa de encontro nacional dos Banrisulenses neste sábado (14)

A diretora de Juventude da Fenae, Rachel Weber, estará no encontro. O evento acontece na sede da Fetrafi/RS

A lista de instituições na mira das privatizações não para de crescer. Assim como a Caixa Econômica Federal, o Banrisul está sofrendo com o fatiamento, venda de ações e redução do quadro funcional. Para debater estratégias de defesa do Banrisul, funcionários de todo Brasil se reúnem no próximo sábado (14), em Porto Alegre (RS), para o 27º Encontro Nacional dos/das Banrisulenses. O encontro acontece na sede da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Instituições Financeiras do Rio Grande do Sul (Fetrafi/RS), às 9h.

A diretora de Juventude da Fenae, Rachel Weber, estará no evento representando a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae). A entidade apoia os empregados do Banrisul, com o propósito de reafirmar a luta pelos bancos 100% públicos.

Para Rachel Weber, a luta dos empregados do Banrisul é muito parecida com a dos empregados da Caixa. “Somos bancários e temos que defender nosso emprego como patrimônio público. Além disso, essa união faz parte dessa luta maior do brasileiro contra os ataques que miram a privatização dos bens públicos", afirmou Rachel.

Há tempos a Caixa e outros bancos públicos, como o Banco do Brasil e o Banrisul, vêm sofrendo ameaças de privatização. Logo no início do ano, o governo federal anunciou que pretende abrir o capital de quatro subsidiárias do banco – as empresas de cartões, seguros, asset management (administração de recursos de terceiros) e também de loterias – até 2020.

Os trabalhadores também sofrem as consequências da política de privatização. Em uma decisão publicada no final de agosto, o governo federal fixou o limite do número de empregados da Caixa em pouco mais de 86 mil. Em 2018, o número de trabalhadores era pouco mais de 85 mil, mesmo com contratações, o teto não atenderia a demanda do banco. Com mais trabalho, é cada vez mais comum a sobrecarga de trabalho e adoecimento dos trabalhadores nas agências.

Outra medida que atinge a Caixa e os brasileiros foi a decisão de liberar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) das contas ativas e inativas. O Fundo tem a missão da Caixa de atuar na promoção da cidadania, investindo em programas de habitação, como o Minha Casa Minha Vida (MCMV), e obras de infraestrutura e saneamento.

A Caixa tem participação direta no Minha Casa Minha Vida. Desde 2009, mais de quatro milhões de unidades habitacionais foram entregues, R$ 105 milhões investidos e cerca de cinco milhões de famílias beneficiadas. Para além de reduzir o déficit habitacional, o MCMV ainda contribui para a geração de empregos, foram 1,2 milhões ao longo dos anos. Só no Rio Grande do Sul foram 73.591 unidades habitacionais construídas, um investimento de mais de R$ 2,8 bilhões desde o início do programa em 2009. São 260 agências atendendo toda a população. O programa é o maior programa de habitação popular da história e terá o menor orçamento da história em 2020.

Dia de debates e luta

Na pauta do Encontro Nacional serão discutidas as mudanças na função dos caixas; pressão e assédio por metas inatingíveis; manutenção do papel do Banrisul como banco público e fomentador da economia gaúcha; redução do quadro de funcionários e sobrecarga de trabalho; mudanças no trabalho bancário com surgimento de bancos digitais, entre outros temas.

O evento vai contar com a participação dos jornalistas Helder Maldonado e Marco Bezzi, idealizadores e apresentadores do canal "Galãs Feios” do YouTube. Com mais de 220 mil inscritos, o canal apresenta críticas às privatizações e retiradas de direitos dos trabalhadores.

Confira a programação:

9h30min – Abertura

10h - Informes da Frente Parlamentar em Defesa do Banrisul, da AL/RS e da Câmara dos Deputados

10h30min - Conjuntura Política, Econômica e Riscos ao Banrisul

11h - Informes, propostas de defesa do Banco, mobilização

11h30min - Debates e intervenções

12h – Encerramento

 

Com informações da Fetrafi/RS

 

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado