Notícias

MATRIZ CAIXA 600X400.jpg

26 Março 2019 - 10:19

Fenae apresenta reivindicações do pessoal da Caixa

Federação se reúne com diretoria da Caixa e vai defender o fortalecimento do banco público, o Saúde Caixa e a contratação de mais empregados

Em alerta com o início do processo de enfraquecimento do maior banco público da América Latina, a Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa (Fenae) participa, nesta terça-feira (26), de reunião com o atual presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.  Esta será a primeira vez que o gestor recebe entidades e associações dos trabalhadores. Na oportunidade, o presidente da Federação, Jair Pedro Ferreira, levará reivindicações da categoria tais como, manutenção da instituição como banco público e fomentador do desenvolvimento social e econômico do País, contratação de mais empregados, defesa do Saúde Caixa, entre outros.

“O desmonte social é muito grave, terá consequências na oferta da moradia, infraestrutura, no bem-estar da população, principalmente de baixa renda e de todos os empregados da Caixa”, diz o presidente da Fenae.

Reivindicações

A contratação de mais empregados é uma das reivindicações que a Fenae apresentará ao presidente da Caixa. “Nos últimos três anos o banco perdeu quase 17 mil postos de trabalho. Isso vem afetando as condições de trabalho, provocando adoecimento dos trabalhadores e comprometendo a qualidade do atendimento à população”, acrescenta Jair Ferreira.

A Fenae vai reivindicar também a manutenção do atual modelo de custeio do Saúde Caixa pelo qual os empregados respondem por 30% do custo assistencial e a Caixa pelos 70% restantes, além de 100% de todas as demais despesas; e uma solução imediata para contencioso judicial que impacta nos resultados da Funcef. “Este passivo é gerado por ações trabalhistas contra a Caixa e quem acaba pagando essa dívida são os participantes do fundo de pensão”, explica o presidente da Fenae.

Constam ainda na pauta de reivindicações: a interrupção do processo de reestruturação do banco; esclarecimentos sobre fechamento de unidades; valorização da mesa de negociação e respeito as conquistas históricas dos empregados.

Outro dia luta está marcado para esta terça-feira, em todo Brasil. Desta vez, os trabalhadores protestam contra o início da privatização da área de loterias da Caixa.

 

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado