Notícias

2602_Eleicao_Funcef_600x400.png

26/02/20 18:05 / Atualizado em 26/02/20 18:31

minuto(s) de leitura.

Falta de transparência e desrespeito marcam processo eleitoral da Funcef

Regulamento fere estatuto, prejudica os concorrentes e desrespeita os participantes

 

A Funcef se mantém fiel ao propósito de agir com deslealdade e falta de transparência com os participantes, insistindo em práticas e comportamentos que geram dúvidas e insegurança aos participantes.

Agindo sempre após ser publicamente cobrada e ignorando a importância para os participantes do processo de escolha de seus representantes na Funcef, a Fundação divulga o aguardado documento no apagar das luzes da sexta-feira de carnaval, há exatos 70 dias da data da posse dos próximos eleitos.

O processo eleitoral na Funcef não é novidade. Ele existe desde 2002, obedecendo as LC 108 e 109. Então por que tanta demora em divulgar o regulamento e prazos tão apertados?

Não fosse o bastante, o regulamente infringe o Estatuto quando aumenta, de dois para três anos, o tempo mínimo de experiência exercício de mandato na Funcef.

Outras questões do regulamento são muito prejudiciais ao processo e podem, inclusive, inviabilizar candidaturas, como o prazo de seis dias úteis para as chapas coletarem 1.000 assinaturas.

A escolha das datas de votação também apresenta problemas. O segundo turno acontecerá de entre os dias 17/04 (sexta-feira) a 20/04 (segunda). Na prática a eleição terá dois dias. A escolha do primeiro turno em meio a Semana Santa dará às chapas vencedoras apenas quatro dias para a campanha do segundo turno.

A Fenae prepara ofício que será encaminhado à Funcef para que a fundação esclareça essas questões e responda às questões controversas.

Leia mais
Processo eleitoral da Funcef: Ninguém sabe, ninguém viu!

 

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado