Notícias

CENTRAIS _PREVIDENCIA 600X400.jpg

27/06/19 08:20 / Atualizado em 27/06/19 08:27

minuto(s) de leitura.

Centrais sindicais: mobilização contra a reforma da Previdência será intensificada

A nota divulgada terça-feira (25) informa que a prioridade do movimento sindical é intensificar a pressão contrária à reforma em debate no Congresso Nacional

As centrais sindicais se posicionaram contra o relatório substitutivo da Reforma da Previdência do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) e anunciaram que vão continuar com a mobilização para enfrentar a Reforma da Previdência, além de marcarem o Dia Nacional de Mobilização, em 12 de julho. A nota das entidades foi divulgada nesta terça-feira (25), e ressalta que haverá a continuidade da mobilização e atuação institucional junto ao Congresso Nacional para enfrentar a proposta.

Conforme a nota, “em reuniões com parlamentares de diferentes partidos políticos, reafirmamos nosso posicionamento contrário ao relatório substitutivo do deputado Samuel Moreira.” A nota informa que a prioridade do movimento sindical, nesta semana, é intensificar a pressão sobre os deputados federais, ao lembrar que “a unidade de ação foi essencial para o sucesso das iniciativas até aqui coordenadas pelas Centrais Sindicais. Reafirmamos nosso compromisso de investir na continuidade da unidade de ação”, afirma a nota.

Ficou agendado para a próxima sexta-feira (28) uma reunião de balanço das centrais sindicais, além de um alinhamento para uma mobilização no dia 12 de julho: Dia Nacional de Mobilização.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado