Notícias

belagua 400.jpg

09/07/19 17:46 / Atualizado em 15/07/19 17:05

minuto(s) de leitura.

Belágua quatro anos: empregados da Caixa doam esperança e mudam vidas

De 2015 a 2019 foram doados R$ 341 mil, valor que se multiplicou em tanques de peixes, poços artesianos, galinheiros, hortas e conhecimento.

Quem doa para o Movimento Solidário nunca doa só dinheiro, doa também esperança para centenas de famílias na cidade maranhense de Belágua. Foram 34 projetos em 21 comunidades nestes quatro anos, e o milagre da multiplicação dos recursos impressiona: faz-se muito porque as pessoas põem a mão na massa, os fornecedores locais fazem preços especiais, a prefeitura e o governo do Estado facilitam a logística das ações e o que começa com simples clique de doação de pontos do Mundo Caixa adquire a dimensão do resgate da cidadania de centenas de brasileiros.

O que mais impressiona a quem acompanha o trabalho do Movimento Solidário em Belágua é ver que os resultados obtidos superam as expectativas mais otimistas. Todos os projetos implantados nas comunidades, seja de criação de galinhas, peixes ou codornas, seja de plantio de hortas comunitárias, já produzem mais do que o necessário para o consumo das famílias. E a intenção é mesmo essa: preparar as comunidades para de maneira coletiva gerarem renda para as famílias.

Em algumas comunidades a renda obtida já permitiu a construção de mais tanques de peixes, por exemplo. Além de ter cadastrado os produtores no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) para a merenda escolar, às terças-feiras, de 15 em 15 dias, a prefeitura vai às comunidades buscar os produtos e cede as barraquinhas para a realização de uma feirinha na sede da cidade. José Elias Barros da Silva, da comunidade Mocambo 1, comemora a venda na feira. “Não dá para quem quer, vendemos tudo e ficamos muito felizes, porque com esse dinheiro iremos continuar a investir na melhoria das condições de vida de nossa comunidade”, afirmou o líder comunitário.

Como eles não pagam o transporte nem a infraestrutura para a feira, acertaram com a prefeitura a venda a preços convidativos. O quilo da tilápia, por exemplo é vendido a R$ 10. Com isso, estão proporcionando alimentos de qualidade para toda a população e fazendo o dinheiro circular no município. “É a verdadeira economia solidária se fazendo aqui em nosso município, graças ao pontapé inicial proporcionado pelos que colaboram com o Movimento Solidário”, disse o secretário de Agricultura de Belágua, José Barros de Souza, o Neto.

“É gratificante ver a alegria das famílias ao verem sua realidade mudar e ao mesmo tempo estarem comercializando alimentos de qualidade, a preços justos”, destacou Domingos Souza, responsável pelo acompanhamento do projeto no município.

 “Vale lembrar que nada disso estaria acontecendo se não fosse a iniciativa solidária dos empregados da Caixa. Os excelentes resultados apresentados é fruto da união de todos em prol do bem comum. Vamos continuar avançando nas ações que já estão mudando a vida dos moradores de Belágua”, afirma Jair Ferreira, presidente da Fenae.

Além das doações feitas no site do Movimento Solidário e do Mundo Caixa, foram arrecadados ainda R$ 130 mil com as vendas dos produtos Fenae em eventos como os Jogos Fenae, Talentos, Inspira e Jogos dos Aposentados. Ações emergenciais também foram realizadas, como a compra de 505 Filtros de Barros, 600 kits de higiene, 600 kits de educação, 300 cestas básicas e 484 óculos de grau.

Confira abaixo os valores investidos em cada projeto.

 

Doe agora e ajude centenas de pessoas!

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado