Notícias

SEMINARIO PREVIDENCIA COMPLEMENTAR 600X400.jpg

26 Fevereiro 2019 - 15:17

Ataques aos fundos de pensão fazem parte do desmonte das estatais, alerta presidente da Fenae

Em seminário sobre previdência complementar, realizado nesta terça-feira, em Brasília, Jair Ferreira disse que a Fenae e demais entidades vão intensificar a mobilização para evitar retrocessos

Os ataques aos fundos de pensão fazem parte do processo de desmonte das empresas públicas, dentre elas a Caixa Econômica Federal. O alerta foi feito pelo presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, nesta terça-feira (26), durante a abertura do seminário que debate os impactos da CGPAR 25 sobre os fundos de pensão, que ocorre em Brasília (DF). Para Ferreira, é preciso reforçar a luta em defesa da Caixa 100% pública em todo o país, mobilizando os trabalhadores e a sociedade em geral.

“Estamos reestruturando a nossa campanha em defesa da Caixa e precisamos contar com o apoio de todas as entidades, para ganharmos essa guerra com muita informação”, enfatizou o presidente da Fenae.

O seminário sobre temas relacionados à previdência complementar está sendo realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), com apoio da Fenae. Direcionado aos dirigentes de federações, sindicatos e associações, tem por objetivo produzir subsídios e argumentos para derrubar propostas como a CGPAR 25, que são prejudiciais aos fundos de pensão dos trabalhadores.

Representando também a Fenae, participam do evento Sergio Takemoto (vice-presidente), Cardoso (Administração e Finanças), Rachel de Araújo Weber (Juventude) e Dionísio Reis (diretor da Região Sudeste).

Dentre as investidas contra os fundos de pensão dos trabalhadores das estatais federais, debatidas no seminário, está a resolução 25 publicada em dezembro de 2018 pela Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações (CGPAR), do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, que reduz direitos dos participantes de fundos de pensão, inclusive quanto à aposentadoria e valor de benefícios previdenciários.

Outro ponto em pauta é o Projeto de Lei Complementar 268/16, do Senado, que enfraquece a participação dos trabalhadores na gestão dos fundos de pensão como a Funcef e abre as portas dessas entidades para agentes do mercado.

“Os fundos de pensão são uma importante conquista dos empregados da Caixa e de outras categorias. Com muita luta, conseguimos também democratizar a gestão da Funcef. Esses são alguns direitos que não podemos abrir mão”, disse Jair Ferreira.

Anapar

O presidente da Fenae destacou também a importância de valorizar a Associação Nacional dos Participantes dos Fundos de Pensão (Anapar). “Trata-se de uma entidade importante, por ser referência em conhecimento técnico sobre previdência complementar e também por representar institucionalmente os trabalhadores nos órgãos controladores como a Previc (Superintendência Nacional de Previdência Complementar)”, justificou.

 

 

 

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado