Notícias

Chico_de_Oliveira .jpg

10/07/19 17:44 / Atualizado em 10/07/19 17:46

Aos 85 anos, morre o sociólogo Chico de Oliveira

Professor da USP, ele é considerado um dos mais importantes nomes da sociologia brasileira.

 Morreu, na manhã desta quarta-feira (10), o sociólogo pernambucano Francisco de Oliveira, aos 85 anos. De acordo com informações da família, ele esteve internado em São Paulo, onde residia, para tratar uma pneumonia e recuperava-se em casa. 

Bastante conhecido nos movimentos sindical e sociais, ele foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT) na década de 1980. Em 2003, ele se filiou ao Partido Socialismo e Liberdade (Psol). Formado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pernambuco, ele pertenceu aos quadros técnicos do Banco do Nordeste e da Sudene, onde teve importante atuação ao lado do economista brasileiro Celso Furtado.

Em 2004, recebeu o prêmio Jabuti na categoria Ciências Humanas pelo livro Crítica à razão dualista/O ornitorrinco, publicado pela editora Boitempo.

Para a economista Tânia Bacelar, que conviveu com Oliveira, o sociólogo foi fundamental para o início da Sudene e desenvolvimento da entidade. “Conheci Chico no começo da Sudene, quando ele era superintendente-adjunto de Celso Furtado, também convivi com ele na academia. O ponto de interesse comum que nos unia era o desenvolvimento regional. Foi um grande pensador sobre o Brasil e tinha no Nordeste um foco de preocupação permanente”, afirmou. 

A Fenae manifesta sua solidariedade à família e aos amigos neste momento de dor.

Acesse as redes da Fenae:

Acesse e conheça as vantagens de ser um associado

Veja também
Nenhum registro foi encontrado.

selecione o melhor resultado