MANIFESTO CONTRA MP 995/2020

../../data/files/12/A2/A8/5F/C71347100CE61347403A91A8/CARD-LierancaMinoria-600x400%2027.08.png

27/08/20 16:47

Live com parlamentares vai discutir privatizações nesta sexta-feira (28), Dia Nacional dos Bancários

O dia Nacional dos Bancários deste ano ficará marcado, mais uma vez, como um dia de luta por manutenção de direitos e contra a privatização da Caixa Econômica Federal. Para debater a situação do banco público e da categoria, o presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Sérgio Takemoto, vai participar do debate virtual Desafios do Setor Bancário na Luta contra as Privatizações, realizado pela Liderança da Minoria na Câmara. A live acontece nesta sexta-feira (28), às 15h, e será transmitida pelo Facebook da Fenae.

A discussão é organizada pelo deputado federal e líder da Minoria, José Guimarães (PT/CE), que tem feito uma série de debates virtuais contra as privatizações. Nesta semana, o deputado já realizou conversas para discutir a privatização dos Correios, Eletrobras e Petrobras.

Já a privatização que paira sobre os bancos públicos coloca em risco a manutenção de programas sociais e investimentos que são fundamentais para amparar a população e ajudar o Brasil a sair da crise. Para falar sobre a Caixa e Banco do Brasil, vão participar da conversa, além de Takemoto, a presidenta da Confederação Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/CUT), Juvandia Moreira e a conselheira de Administração Representante dos Funcionários (Caref) do Banco do Brasil, Débora Fonseca. Também estarão presentes os deputados Érika Kokay (PT/DF) e Mauro Benevides Filho (PDT/CE).

Para o presidente da Fenae, o debate será importante, também, para falar sobre a Campanha Nacional dos Bancários. “Este Governo Bolsonaro-Guedes, com reforço do presidente da Caixa, Pedro Guimarães, tentam acabar com direitos históricos da categoria e entregar o patrimônio brasileiro nas mãos do mercado privado. Nossa luta é para defender a Caixa 100% pública, o Saúde Caixa para todos e contra as propostas vergonhosas para os bancários”, explica.

 

selecione o melhor resultado