CAMPANHA SALARIAL

../../data/files/29/73/97/27/722347106A6C1347403A91A8/projecoes.jpeg

27/08/20 19:55

Projeções em prédios denunciam ações do Governo e direção da Caixa para retirar direitos dos bancários

Na véspera do Dia Nacional dos Bancários a categoria se mobiliza para manter direitos e mostrar para a sociedade o descaso do governo Bolsonaro e do presidente da Caixa com a saúde e a segurança dos empregados. Nesta quinta-feira (27), mensagens contra a postura do governo e da direção do banco público serão projetadas em prédios de sete capitais – São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Recife, Belo Horizonte, Belém e Brasília.

A ação é organizada pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), pelas Associações de Pessoal da Caixa Econômica Federal (Apcefs) e pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região.

“Queremos demonstrar para a sociedade como o governo e a direção do banco tratam os empregados que estão arriscando a vida para realizar o pagamento do auxílio emergencial e outros tantos programas que ajudam o país a sair da crise. A segurança e a saúde dos trabalhadores são negligenciadas em plena pandemia”, alerta o presidente da Fenae, Sérgio Takemoto.

Algumas mensagens projetadas são sobre o Saúde Caixa, plano de saúde que pode ser inviabilizado para os trabalhadores. “O empregado Caixa arriscou sua saúde para pagar o auxílio emergencial. Agora o governo quer cortar o plano de saúde dos empregados da Caixa”, diz uma delas. Outras mensagens de valorização dos empregados e em defesa da Caixa 100% públicas serão projetadas.

Confira outras mensagens que serão projetadas:

- O empregado Caixa arriscou sua saúde para pagar o auxílio emergencial.
- Agora o governo quer cortar o plano de saúde dos empregados da Caixa.
- O empregado da Caixa se desdobrou para atender milhões de pessoas durante a pandemia.
- O governo quer reduzir a remuneração dos trabalhadores da Caixa.
- Governo não cuida nem da saúde nem da segurança dos empregados da Caixa.
- O governo quer reduzir os cuidados com a saúde e a segurança dos bancários da Caixa.
- Bolsonaro, Guedes e Guimarães querem tirar direitos dos empregados da Caixa.
- Caixa social é a Caixa que serve a sociedade.
- O Brasil precisa da Caixa 100% pública

#MexeuComACaixaMexeuComOBrasil /#BancosExploram / #ACaixaÉTodaSua /
#SaúdeCaixaÉParaTodos

Campanha Nacional 2020 /Direitos ameaçados – bancários de todo o país estão mobilizados na Campanha Salarial 2020. O Comando Nacional dos Bancários tem realizado reuniões com representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para discutir propostas de reajustes. Na 12ª rodada de negociações, que aconteceu nesta quarta-feira (26), houve recuo na retirada de alguns direitos da categoria, como a regra da Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Mas pouco se avançou na questão do reajuste salarial. Outra mesa de negociação acontece nesta quinta-feira (27). Com a Caixa, mobilização é para manter o modelo de custeio do Saúde Caixa. A direção do banco propõe alterações que vão encarecer o custo para todos os usuários. Uma nova proposta é aguardada para esta quinta-feira (27).

selecione o melhor resultado