CAMPANHA SALARIAL

../../data/files/F7/11/A9/4C/69724710004F7E37403A91A8/Projecoes%20BSB%2025.08.jpg

25/08/20 18:40

Bancários fazem projeções em prédio de São Paulo e Brasília contra retirada de direitos

Bancários de todo o país estão mobilizados na Campanha Salarial 2020. Nesta segunda-feira, 24, em Brasília (DF) e em São Paulo (SP), foram realizadas projeções em prédios e espaços públicos de grande circulação de pessoas. A ação ocorreu por volta das 19h nas duas cidades. Na capital paulista, teve ações na Rua Caio Prado esquina com Rua da Consolação; na Rua Sousa Reis, próximo à Universidade de São Paulo; na Vila Madalena, na Rua Medeiros de Albuquerque; e na Barra Funda, Rua Turiassú. Na capital federal, a ação ocorreu na Rodoviária do Plano Piloto e no edifício-sede da matriz da Caixa. 

As ações foram organizadas pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Associação de Pessoal da Caixa Econômica Federal (Apcef/SP) e Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. O objetivo foi denunciar a postura dos bancos contra os empregados, além de distribuir, em um drive thru, materiais da Campanha Nacional dos Bancários, como máscaras e adesivos.

Campanha 2020

O Comando Nacional dos Bancários tem realizado reuniões com representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) para discutir propostas de reajustes. Já foram vários encontros, mas as reivindicações da categoria não estão sendo atendidas. Após diversas rodadas de negociação, os bancos insistem em retirar direitos dos trabalhadores. Os bancários são contra as propostas apresentadas pela Fenaban.

Os bancários reivindicam aumento real de salário, da Participação nos Lucros e/ou Resultados (PLR) e demais direitos econômicos, como o vale-alimentação. Além disso, eles pedem condições dignas de trabalho e a manutenção dos direitos definidos na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e nos Acordos Coletivos de Trabalho (ACTs).

Nesta terça-feira (25) as entidades realizam plenárias organizativas em todo o país para apresentar as propostas e planejar uma maior mobilização dos trabalhadores. Empregados, fiquem atentos e participem. 

Mensagens projetadas em Brasília e em São Paulo

• O empregado Caixa arriscou sua saúde para pagar o auxílio emergencial.

• Agora o governo quer cortar o plano de saúde dos empregados da Caixa.

• O empregado da Caixa se desdobrou para atender milhões de pessoas durante a pandemia.

• O governo quer reduzir a remuneração dos trabalhadores da Caixa. 

• Governo não cuida nem cuida nem da saúde nem da segurança dos empregados da Caixa. 

• O governo quer reduzir os cuidados com a saúde e a segurança dos bancários da Caixa.

• Bolsonaro, Guedes e Guimarães querem tirar direitos dos empregados da Caixa. 

• Caixa social é a Caixa que serve a sociedade.

• O Brasil precisa da Caixa 100% pública

• #MexeuComACaixaMexeuComOBrasil

• #BancosExploram

• #ACaixaÉTodaSua

• #SaúdeCaixaÉParaTodos

 

selecione o melhor resultado