30/11/16 12:45

Bem-Estar

É por meio da promoção e do incentivo a práticas sociais, esportivas e culturais que a Fenae promove o bem-estar do pessoal da Caixa. São vários projetos e eventos.

Bem Estar InternaÉ por meio da promoção e do incentivo a práticas sociais, esportivas e culturais que a Fenae, sempre em parceria com as Apcefs, promove o bem-estar do pessoal da Caixa. São vários os projetos e eventos no âmbito do movimento associativo dos empregados do banco. 
 
Esporte
 
Quando o assunto é esporte, o grande destaque são os Jogos da Fenae. Trata-se do maior evento esportivo entre bancários e um dos maiores que ocorrem no Brasil. São 27 delegações estaduais, formadas por atletas selecionados nas Apcefs. Mais do que uma competição, os Jogos da Fenae reúnem milhares de empregados da Caixa, entre atletas e torcedores, promovendo a integração cultural e a confraternização entre pessoas de todas as regiões.
 
Realizados a cada dois anos, os Jogos da Fenae tiveram a primeira edição realizada em 1987. As demais ocorreram em Natal/RN (1989), Vitória/ES (1991), Curitiba/PR (1994), Salvador/BA (1998), Belo Horizonte/MG (2004), Blumenau/SC (2006), Brasília/DF (2008), Fortaleza/CE (2010), Vitória/ES (2012), Goiânia/GO (2014) e Blumenau/SC (2016). Nesta última edição, foram mais de 2.100 competidores e cerca de 800 acompanhantes. Saiba mais em www.fenae.org.br/jogosfenae2016.
 
Nos anos em que não ocorrem os Jogos da Fenae, são realizados os Jogos Regionais do Norte, do Nordeste, do Centro-Oeste e do Sul/Sudeste. São organizados pelas Apcefs com apoio da Federação e, a exemplo dos jogos nacionais, são disputados por empregados da Caixa associados. Outro evento importante é a Corrida Fenae do Pessoal da Caixa. As edições ocorrem em maio, mês de aniversário da Federação, em praticamente todos os estados.
 
Cultura
 
Os projetos da Fenae na área da cultura têm grandes objetivos: revelar e incentivar os talentos dos empregados da Caixa; e democratizar o acesso à cultura, beneficiando principalmente os brasileiros mais carentes.
 
Em relação ao primeiro objetivo, destaca-se o Talentos Fenae/Apcef, criado em 2016. Trata-se da retomada do Circuito Cultural, realizado pela Federação entre 2004 e 2013. É promovido em quatro categorias e oito modalidades: Imagem (Fotografia e Filme), Artes Visuais (Desenho/Pintura e Desenho Infantil), Literatura (Conto/Crônica e Poesia) e Música (Composição e Interpretação). Em linhas gerais, há disputas em etapas estaduais (categoria musical), regionais e nacional. O site é o www.fenae.org.br/talentos.
 
Outro projeto importante é o Música Fenae. Podem participar do festival, que ocorre a cada dois anos, músicos e compositores que são empregados da Caixa e associados a uma das 27 Apcefs. Os concorrentes são escolhidos pelas associações em seletivas estaduais. Em 2015, em Recife (PE), ocorreu a 11ª edição. Conhecido originalmente como Festival da Canção dos Empregados da Caixa (Fenec), aconteceu pela primeira vez em 1986, em Vitória (ES). Um ano depois, em 1987, em Manaus (AM). As edições seguintes ocorreram em 1989, Porto Alegre (RS); em 1991, Campos do Jordão (SP); em 1993, São Luís (MA); em 1998, João Pessoa (PB); em 2004, Natal (RN); em 2006, Salvador (BA); em 2008; Maceió (AL); em 2010, Goiânia; e em 2013; Belém (PA). Mais informações em www.fenae.org.br/musicafenae2015.
 
Já para democratizar o acesso à cultura, Fenae e Apcefs realizam o Movimento Cultural do Pessoal da Caixa (MCPC) e o Eu Faço Cultura (EFC). Por meio do MCPC, empregados da Caixa Econômica Federal podem destinar até 6% do Imposto de Renda devido para projetos culturais. Ou seja, sem colocar a mão no bolso, conforme prevê a Lei Rouanet. Desde quando foi criado, em 2006, mais de 30 trabalhadores do banco. Mais de R$ 30 milhões foram arrecadados e investidos, beneficiando mais de 60 instituições e 600 mil pessoas, em mais de 70 cidades. Acesse http://mcpc.mundocaixa.com.br e saiba mais!
 
É com os recursos arrecadados por meio do MCPC que a Fenae e as Apcef realizam o Eu Faço Cultura. O projeto já levou grandes shows para cidades brasileiras e também se deu por meio de oficinas itinerantes de dança, fotografia, circo e percussão, valorizando artistas locais. Em 2016 surgiu um novo formato. Agora, o EFC compra ingressos/produtos de produtores culturais ou fornecedores de cultura e os distribui a alunos de escolas públicas, ONGs e beneficiários do Bolsa Família e microempreendedores individuais, além dos doadores do MCPC.
 
Os resultados do Eu Faço Cultura são animadores. Mais de 700 mil pessoas têm acesso à plataforma atualmente, por meio do site www.eufacocultura.com.br. Em 2016 já foram distribuídos mais de 75 mil ingressos, principalmente para peças teatrais. Muitos dos contemplados tiveram acesso ao cinema e ao teatro pela primeira vez.
 
Eventos socioculturais
 
Também em parceria, Fenae e Apcefs realizam uma série de eventos socioculturais durante o ano. Entre eles, comemorações pelo Dia do Aposentado, bailes de Carnaval, festas de São João, colônias de férias, festas no Dia do Saci e celebrações nos aniversários das associações. São momentos de muita alegria e de confraternização entre empregados da Caixa, familiares e amigos.
 
É por isso que associar-se a uma Apcef, o que significa estar associado também à Fenae, é muito mais do que ter acesso a um clube. É a certeza de contar com duas entidades fortes e preocupadas com a saúde e o bem-estar do pessoal da Caixa. A agenda de eventos você acompanha nos sites e nas redes sociais das associações. No site da Fenae também serão divulgadas as principais datas.

selecione o melhor resultado