FAMA 2018: Água é um direito, não mercadoria | Portal

Notícias da Fenae

FAMA 2018: Água é um direito, não mercadoria

Organizações e movimentos sociais de todo o mundo estarão em Brasília (DF) entre os dias 17 e 22 de março de 2018 para participarem do Fórum Alternativo Mundial da Água (FAMA) 2018. O evento é um contraponto ao 8º Fórum Mundial da Água, um encontro promovido por grupos econômicos que defendem a privatização das fontes naturais e dos serviços públicos de água, que também acontece em Brasília no mesmo período.

Acesse o site www.fama2018.org e saiba mais.

Confira o Chamamento dos Povos ao FAMA 2018.

Os organizadores do FAMA defendem que as políticas públicas de água devem ser debatidas democraticamente com as populações e, em particular, com as comunidades afetadas. No evento, serão debatidos os temas centrais de defesa pública e controle social das fontes de água, o acesso democrático à água, a luta contra as privatizações dos mananciais, as barragens e em defesa dos povos atingidos, serviços públicos de água e saneamento e as políticas públicas necessárias para o controle social do uso da água e preservação ambiental.

A Fenae está entre as mais de 30 entidades que se reuniram para a realização do FAMA 2018 e entende que a discussão é fundamental para manter a soberania do país, que possui uma das maiores reservas de água doce do planeta. “Desde o início referendamos nosso apoio à iniciativa, pois hoje há uma clara tentativa das grandes corporações de transformar a água em mercadoria. A ONU reconhece que a água e o esgotamento sanitário são direitos fundamentais dos seres humanos e demais seres vivos, e os povos devem ser chamados a opinar sobre a gestão dos recursos hídricos”, afirma Jair Ferreira, presidente da Fenae.

Celia Zingler, diretora da Região Sul da Fenae, destaca a importância do Fórum Alternativo Mundial da Água. “O FAMA se apresenta como alternativa por ser de organização descentralizada e com o objetivo de estimular a mobilização popular em todo o país e no mundo. No nosso caso, defender que água é um direito e não mercadoria, faz parte da defesa da soberania nacional, porque os privatistas, tanto em nível federal, estadual e municipal, não têm compromisso com o povo brasileiro e querem beneficiar grandes empresas transnacionais transformando água em mercadoria”, salienta.

Secretário nacional de Meio Ambiente da CUT, Daniel Gaio, acrescenta que o FAMA 2018 será mais um importante espaço de resistência. “A presença organizada dos trabalhadores e das trabalhadoras referencia e organiza a luta do nosso povo, por melhor saneamento público, por energia para todos e todas com preço justo, por melhores condições de vida e de trabalho. E é essa a luta que a CUT, seus sindicatos e ramos, farão forte e presente no FAMA e na agenda de lutas que nós vamos encapar logo em seguida desta grande atividade”, relata.

Nos dias 17, 18 e 19 de março, as atividades do Fama 2018 ocorrerão na Universidade de Brasília (UnB). Já nos dias 20 e 22 no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, com a realização ainda de atos e manifestações públicas.

Compartilhe:
Voltar

LINKS ÚTEIS

Atividades

    Atendimento APCEF

  • apceftocantins@gmail.com
  • APCEF/TO - Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal
  • ALC-SO 55, Conjunto 1, Lote 4 - Rural
  • Palmas /TO
  • TEL: (63) 3215-4068