Notícias

Dia de Luta Saude Caixa 600x400

23 Maio 2018 - 13:56

Empregados preparam mobilização em defesa do Saúde Caixa

Trabalhadores e entidades divulgarão mensagens da campanha nas redes sociais. Muitos já estão enviando suas fotos com as hashtags #SaúdeCaixa e #EuDefendo

Nesta quinta-feira (24), os trabalhadores da Caixa farão uma grande manifestação nas redes sociais para promover o Dia de Luta em Defesa do Saúde Caixa. A iniciativa faz parte da campanha e se propõe a sensibilizar os empregados, ativos, aposentados e assistidos da Caixa e suas famílias para a importância dessa política de assistência à saúde, ameaçada pelas novas determinações do governo.

Com o nome “Saúde Caixa: eu defendo”, a campanha tem por objetivo alertar ativos e aposentados sobre os ataques que o plano de saúde vem sofrendo e demonstrar a relevância desse direito na vida das pessoas. A iniciativa, criada pela Fenae e Apcefs, conta com a participação da Contraf-CUT, Fenacef, Fenag, Advocef, Aneac e Social Caixa.

Mobilização 

Aqueles que quiserem participar, podem aderir ao evento da campanha no Facebook, colocar o tema da campanha na foto de perfil e compartilhar as postagens no evento criado no Facebook e também em seus perfis pessoais. Muitos já estão postando suas fotos com as hashtags da campanha (#SaúdeCaixa; #EuDefendo). Os materiais distribuídos junto às entidades e aos empregados, aposentados e assistidos da Caixa também podem ser difundidos por meio dos grupos de WhatsApp.

“Precisamos que cada vez mais pessoas sejam tocadas por essa campanha, por isso, além da campanha física vamos usar as redes sociais. Falem com seus colegas e família, todos precisam do Saúde Caixa”, afirma a diretora de Saúde e Previdência da Fenae, Fabiana Matheus.

Nosso direito em risco

As resoluções publicadas pelo governo e a recente alteração no Estatuto da Caixa propõem um limite correspondente a 6,5% da folha de pagamento para a participação da Caixa nessas despesas, à revelia do modelo de custeio previsto no Acordo Coletivo de Trabalho (ACT), que vigora até agosto.

Hoje, 70% das despesas assistenciais são pagas pela Caixa, mas o banco agora pretende adotar o novo limite. Como a inflação médica aumenta mais rapidamente que os índices usados na correção dos salários e benefícios previdenciários, e como a Caixa vem reduzindo seus quadros com sucessivos planos de demissão, em breve, o novo limite estipulado será atingido e os custos excedentes recairão sobre os beneficiários.

 

“O Saúde Caixa é uma conquista histórica dos empregados. Por isso, é fundamental a mobilização de todos os empegados e aposentados para manutenção desse direito”, reforça o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira.

 

Como fazer

•         Participe do Evento Dia de Luta no Facebook da Fenae (https://www.facebook.com/FenaeFederacao/)

•         Coloque o tema da campanha na sua foto de perfil ((https://www.facebook.com/profilepicframes?selected_overlay_id=427072841038567)

•         Tire uma foto sua com as hashtags (#SaúdeCaixa; #EuDefendo) e poste no Evento da campanha (https://www.facebook.com/events/1024835741009083/)

•         Compartilhe nossos materiais na sua linha do tempo e no WhatsApp

 

selecione o melhor resultado