FAMA 2018

Militância reafirma compromisso com o FAMA no 8º Encontro Nacional do MAB

Militância reafirma compromisso com o FAMA no 8º Encontro Nacional do MAB

O Movimento dos Atingidos por Barragens integra a coordenação nacional do FAMA pela sua luta histórica contra a privatização da água e está comprometido com a construção do Fórum Alternativo

O Movimento dos Atingidos por Barragens integra a coordenação nacional do FAMA pela sua luta histórica contra a privatização da água e está comprometido com a construção do Fórum Alternativo

Com o tema “Água e energia com soberania, distribuição da riqueza e controle popular”, o 8º Encontro Nacional do MAB (Movimento dos Atingidos por Barragens) reuniu quase 4 mil pessoas no Terreirão do Samba, no Rio de Janeiro, entre os dias 2 e 5 de outubro.

Compareceram ao encontro representantes de 19 estados brasileiros e 20 países.

Nos 26 anos de história, o MAB sempre realizou os encontros nacionais como espaços para debater a situação específica das populações atingidas, analisar a conjuntura política nacional e internacional, e deliberar os próximos passos do movimento.

Desde a última edição, ocorrida em setembro de 2013 com aproximadamente 3 mil atingidos no município de Cotia (SP), aconteceram mudanças políticas significativas no país e no cenário internacional.

De acordo com Luiz Dalla Costa, da coordenação nacional do movimento, esse foi um importante espaço para avaliar o último período histórico, mas, principalmente, para traçar os próximos passos de atuação do MAB.

“Sofremos um golpe de estado que retirou uma presidenta democraticamente eleita. As consequências já começaram a aparecer: perda de direitos, desemprego, criminalização da luta popular e crescimento do conservadorismo. Em relação às populações atingidas, desde o último encontro vivenciamos o crime de Mariana, o desmonte da legislação ambiental e a corrida dos capitalistas para se apropriarem dos nossos rios”, rememora Dalla Costa.

Atividades

Na segunda-feira (2/10), aconteceu a abertura oficial do Encontro, com a presença de aliados do campo popular e sindical. Mas, antes mesmo da abertura, houve o que os militantes chamaram de “escracho” em frente à sede da Vale.

Durante a abertura, Ivanei Dalla afirmou que é inadmissível que o Estado brasileiro não tenha, até hoje, uma política específica para os atingidos. “Os nossos direitos foram historicamente negados”.

Na terça-feira (3/10), o movimento participou do Dia Nacional de Luta pela Soberania, organizado juntamente com a Plataforma Operária e Camponesa da Energia e Frente Brasil Popular. Uma marcha com cerca de 15 mil trabalhadores tomou conta das ruas do Rio de Janeiro até a sede da Petrobras, onde houve uma manifestação. 

Guilherme Estrella, ex-diretor da Petrobrás e um dos descobridores do Pré-Sal, participou do Encontro e falou sobre o que é soberania. “Soberania é o poder que uma nação tem de decidir sobre o seu próprio destino. E nação é o povo mais o território, o que inclui suas riquezas e recursos naturais”.

Já os dias 4 e 5 de outubro foram mais voltados à organização interna do movimento, com debates e palestras no Terreirão do Samba.

Lançamento do FAMA

No dia 5, houve o lançamento do FAMA durante 8º Encontro Nacional do MAB. Daniel Machado Gaio (Secretário Nacional de Meio Ambiente da CUT) e Edson Aparecido da Silva (Assessor da FNU), ambos integrantes da coordenação nacional do FAMA, falaram aos presentes no encontro sobre a importância da realização do Fórum Alternativo Mundial da Água.

O Movimento dos Atingidos por Barragens também integra a coordenação nacional pela sua luta histórica contra a privatização da água e os militantes do MAB reafirmaram a importância de um Fórum Alternativo e se comprometeram com a sua construção. 

Logo após o lançamento, houve a leitura do documento final do Encontro e a mística de encerramento. (com informações do MST e MAB)

Leia o documento final com as ideias centrais do 8º Encontro Nacional do MAB.

mab 1.png

mab 2.png

mab 3.png

mab 4.png

mab 5.png

mab 6.png

mab 7.png


PARTICIPE DO FÓRUM ALTERNATIVO MUNDIAL DA ÁGUA – FAMA 2018

O FAMA 2018 – Fórum Alternativo Mundial da Água – será realizado em março do próximo ano, em Brasília. Será um grande encontro com o objetivo de unificar internacionalmente a luta contra a tentativa das grandes corporações de se apropriarem de reservas e fontes naturais de água e de outros serviços públicos. O FAMA se organiza em contraposição ao Fórum das Corporações – autodenominado 8º Fórum Mundial da Água.

. Leia o Manifesto do FAMA e o Chamamento aos Povos
.
Participe com suas ideias para a construção do FAMA
. Acompanhe
Agenda de eventos e atividades
.
Conheça aqui as entidades que integram a Coordenação Nacional do FAMA