MatrizCaixa5-600x400.jpg

Futuro da Caixa depende do futuro do Brasil, alerta presidente da Fenae

06/06/18 18:33 /

 

Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda, disse nesta quarta-feira (6) que a Caixa Econômica Federal está sendo preparada para iniciar um processo de abertura de capital e venda de parte da empresa para a participação privada. A afirmação foi feita durante sabatina com pré-candidatos à Presidência da República promovida pelo jornal Correio Braziliense.

Para o presidente da Fenae, Jair Pedro Ferreira, a declaração de Meirelles reforça o alerta de que o futuro do banco depende do futuro do Brasil. “O primeiro passo para a manutenção da Caixa 100% pública é escolhermos, nas eleições de outubro deste ano, um projeto que esteja comprometido com o banco social e a serviço dos brasileiros. Temos que repudiar qualquer proposta que signifique retrocesso nessa atuação da empresa”, avalia.

A preocupação da Fenae e de outras entidades representativas se justifica. Em 26 fevereiro, Geraldo Alckmin declarou que pretende privatizar a Caixa, caso seja eleito para o Planalto. O coordenador do programa econômico de uma possível campanha do tucano é Persio Arida, banqueiro acionista do BTG Pactual, que já defendeu publicamente o fim do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Jair Ferreira garante que empregados, entidades e sociedade se manterão firmes na defesa da Caixa pública e social. “Nesta quinta e sexta-feira, vamos debater formas de intensificar essa luta durante o 34º Conecef, em São Paulo. A mobilização da categoria, na campanha salarial deste ano, será fundamental para barrar retrocessos e a retirada de direitos. Temos certeza que contaremos com ela”, finaliza.